O que é “persona” e como ela vai ajudar você a vender na internet?

A falta de conhecimento sobre o cliente é um dos principais entraves para que empresas decolem suas vendas usando o marketing digital. Isso porque, quanto mais você souber sobre seu público-alvo, maiores as chances de oferecer “aquele” diferencial que ele deseja ou procura para realizar uma compra, e é exatamente sobre esse conhecimento que se trata as “personas”. Vamos falar sobre isso?

Como criar uma persona?

Para começar, “persona” é a representação fictícia do seu cliente ideal ou a definição do cliente típico da sua empresa, com todas as principais características dos compradores, baseada em dados reais sobre comportamento e características demográficas. Apresenta, ainda, uma criação de suas histórias pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupações. Esta tarefa fica mais fácil quando você formula as perguntas certas e utiliza essas informações para que todas as ações e tomadas de decisão sejam direcionadas ao perfil definido.

Persona não é público-alvo. E vice-versa.

É comum haver alguma confusão entre estes dois conceitos, mas dá pra diferenciar. Quer ver? O “público-alvo” tem definição ampla e abrangente, não sendo um personagem especificado e não se aprofundando em comportamentos e hábitos, trazendo um perfil que talvez precise do que você vende. Já em uma “persona” encontramos a definição de um personagem específico, detalhando hábitos de consumo e comportamento. A “persona” é parte do público-alvo, um recorte específico com relação total ao produto ou serviço que você vende.

Pergunte certo e crie a persona da sua empresa.

Para criar o perfil de seu cliente típico, é importante fazer as perguntas certas:

– Quem é o seu potencial cliente? (Características físicas e psicológicas do responsável pela compra)

– Que tipo de assunto ele tem interesse dentro do seu setor?

– Quais são as atividades mais comuns que ele realiza (tanto pessoal quanto profissionalmente)?

– Qual seu nível de instrução? Quais seus desafios e obstáculos?

– Que tipo de informações ele consome e em quais veículos?

– Quais são seus objetivos, suas dificuldades e desafios?

– No caso de produtos B2B, qual é o tipo de empresa que compra a sua solução? E qual o cargo de quem compra?

– Quem influencia suas decisões?

Uma vez respondidas estas perguntas, você terá uma boa quantidade de dados iniciais sobre os seus potenciais consumidores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *